Scarpin Via Marte

11 itens
Ordenar por
Visualizar
Ordenar por
Visualizar

Elegância e estilo: como não amar o sapato scarpin feminino?

Do tapete vermelho para os looks mais básicos do asfalto, o sapato scarpin é democrático e cai bem em qualquer combinação. Ele pode ter o bico fino (clássico), redondo ou mesmo quadro, mas lembre-se: só é considerado scarpin, se o modelo deixar a mostra somente o peito do pé e o salto for variável entre 4 e 10cm. Acima disso, o modelo é chamado de stilleto.

Se antes o scarpin feminino era considerado um modelo sério e fino, atualmente é possível encontrar versatilidade com o passar do tempo. Atualmente é possível encontrar tanta variedade, que é impossível não combinar o sapato com qualquer peça de roupa.


Responsive image

Responsive image

Curiosidades sobre o sapato Scarpin

Se você puxar na memória, vai se lembrar que grande parte dos desenhos animados em que as mocinhas se tornam princesas, elas estão usando um scarpin, não é verdade? Seja um modelo da fantasia feito de cristal ou um modelo real com cores e estampas, é fato que o scarpin é um sapato conhecido e desejado por muitas as mulheres.
Criado por Christian Dior nos anos 40, o estilista precisava de um sapato sofisticado que combinasse com o volume e sensualidade das peças que integravam a coleção “New Look”. E de fato, a coleção foi tão inovadora que faz sucesso até os dias atuais.

Por cerca de 20 anos, o modelo ficou conhecido como uma tendência que retratava elegância e “finesse”. Nos anos 60, o movimento punk ditava a moda. E a partir dele, houve uma alteração no uso do scarpin, que já podiam ser vistos nas ruas em uma combinação com as calças jeans rasgadas. E por mais ou menos uma década, o sapato chegou aos estilos casuais, deixando o look despojado, porém “arrumado”.

Cada vez mais caindo no gosto das mulheres, o scarpin foi destaque nos anos 70 e 80 ao ser combinado com mini saias, saias coloridas ou justas. Com “um ar” mais descontraído, foram criados modelos assertivos que são tendência até os dias atuais.

Nesses 80 anos, o scarpin não sai de moda e pode ser usado por qualquer pessoa em qualquer combinação. Com variação de formatos de bico, fino, redondo ou quadrado, o sapato incrementa qualquer look.

Como usar sapatos scarpins?

O modelo é peça chave para qualquer closet. São tantas cores e opções, que é impossível ter apenas um modelo. É possível combinar o modelo com saias longas, curtas, mídis, calças jeans justas, largas ou rasgadas, calça pantacourt, shorts de tecidos finos ou jeans e vestidos longos, médios e curtos.

Na mesma versatilidade em que o item cria combinações perfeitas, é possível encontrar modelos dos mais variados. Uma cor só, bicolor, estampados e até com transparência.

Já a altura do salto também é variável, os scarpins variam entre 4 e 10cm, atingindo o gosto de boa parte da população que ama o sapato e não abre mão de ter um modelo para chamar de seu.


Responsive image

Responsive image

Scarpins: quais opções de materiais você pode encontrar na Betisa

Como já falamos aqui, atualmente, é possível encontrar diversas opções de cores, estampas e claro, materiais que revestem o scarpin. Totalmente atemporal, o scarpin com acabamento em verniz e ponta fina é um clássico extremamente versátil e poderoso. Se encaixa bem com estilos mais trabalhados e glamorosos, sem perder a elegância em estilos casuais e despojados. A versão veniz nude cai bem, tornando os looks mais estilosos e caprichados, sendo realmente a versão mais curinga da peça.

O pretinho básico é um poderoso aliado da mulher moderna, que se reinventa a todo momento e precisa estar presente em diversas frentes quase que ao mesmo tempo. Elegante, independentemente da altura do salto, o modelo em verniz preto transforma qualquer produção.

Mas como citar o verniz e não falar do vermelho? Sensual, poderoso e ousado, esse modelo tem condições de valorizar qualquer look em qualquer ambiente. Pode apostar sem medo!
Todas as cores são bem-vindas, e vamos combinar que dá vontade de ter um de cada cor no closet. Mas como há modelos dos mais variados, o importante é ousar na hora da escolha e ter segurança ao usar, apostando realmente no seu estilo próprio de ser.

Outro material queridinho que não sai dos pés e da cabeça da mulherada são as opções trabalhadas em couro. Ótimo para looks mais profissionais, o modelo também pode ser usado para compor um visual tradicional. Os scarpins em couro misturam cores, traços, alturas e estilos de salto. Deixando a peça mais versátil para compor os mais diversos visuais. Seja em cores básicas ou ousadas, também é uma ótima opção para as mulheres modernas. Use sem moderação!

Se você faz a linha moderna e ousada, precisa ter um scarpin com transparência no seu closet. Uma peça dessas leva consigo o poder, o glamour e a sofisticação deixando qualquer look muito mais elegante e sensual. A peça cai bem com o jeans básico, looks clássicos e casuais, complementando o visual e deixando-o muito mais feminino e morderno.

Aquela pergunta básica, vale usar scarpins em festas?

Frequentemente vimos o scarpin atravessar tapetes vermelhos nos pés de famosos durante cerimônias como o Oscar, por exemplo. Mas na hora de explorar essa peça em eventos sociais, bate aquela insegurança, certo? Nós temos uma dica para te dar, se jogue!

Já falamos sobre isso por aqui, o scarpin é uma peça coringa em qualquer closet. E sim, ele combina (e muito) com trajes sociais, incluindo os vestidos longos. Se seu vestido é formal ou possui uma fenda poderosa, ou se o seu caso é investir em conjuntos ou macacões, apostar no scarpin é a escolha mais assertiva que vai fazer.

Basta combinar o estilo de roupa com as várias opções de scarpin disponíveis e arrasar com um look sensual e muito sofisticado.


Responsive image